Por que popular apenas o necessário?

Meu primeiro post neste blog gerou algumas duvidas que rendem ate hoje alguns emails sobre o porque de se popular apenas o necessário.

A maioria dos projetos onde utilizamos Hibernate, a camada de front end e de back end são Java.

Em um simples cenário onde temos uma combo a qual precisamos apenas do Id e do Nome de uma determinada classe que em seu total dispõem de muitos atributos, fazemos a pesquisa normalmente com o Hibernate que popula todos seus atributos mandamos pra camada de front end ( JSP por exemplo ) que esta preparada para utilizar apenas o Id e o Nome da class transformando apenas as informações necessários para a tela do usuário em um HTML, dispensando os dados que não serão utilizando. Tudo isso no lado do Servidor. A consulta por 2 ou 30 campos em sua maioria não faz “tanta” diferença para o banco e a transformação em dados desnecessário em HTML quando front end e back end estão no mesmo servidor ( não sendo aplicações realmente distribuídas ) também não faz “tanta” diferença.

Porem quando utilizamos flex no front end estamos trafegando uma imensidão ( exagerei? ) de dados desnecessariamente, forçando a maquina do usuário a tratar todos esses dados que em sua maioria não serão utilizados. Algumas vezes a coisa pode se tornar ainda pior quando precisamos guardar essas instâncias no model, ficando com uma serie de dados desnecessário no cliente.